sábado, 23 de janeiro de 2016

Último dia de oficina A Geografia e o Estudo da Paisagem: Estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural



Dia 22 de janeiro de 2016, finalização da oficina “A geografia e o estudo da paisagem”, cujo tema foi: “Estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural”.  A programação contou com apresentações de dois estudos de casos ministrados pela professora Viviane Santos e pelo graduando em Geografia Joelson Nascimento, evidenciando aspectos dos estudos da paisagem.























Em seguida foi iniciada uma dinâmica com os participantes da oficina. Essa dinâmica iniciou-se com perguntas sobre conceitos de paisagem apreendidos pelos alunos durante as oficinas, aulas e vivências. Todos foram muito participativos e esclarecidos em seus argumentos. Essa parte da oficina foi direcionada pelos professores Indiara Oliveira, Lana Nunes e Genisson Rodrigues.


Imagens de satélites, fotos de canais alagados e outras paisagens resultantes de impactos ambientais negativos foram apresentadas e distribuídas aos alunos para que os mesmos partissem das análises das paisagens para pensar soluções sobre essas áreas a partir de um olhar geográfico.


O evento foi de grande importância e bem sucedido no que se propôs. As oficinas, em especial, a oficina "A geografia e o estudo da paisagem” atingiu seu objetivo: apresentar a paisagem como categoria de análise em Geografia. No mais nossos agradecimentos a todos os participantes e a todos os amigos que fizeram essa oficina ser finalizada com sucesso.











Veja a programação completa do evento acessando o website: http://www.seminariogeoamazonia.org/. Participem!

Fique por dentro de nossas atualizações acessando nosso blog http://geppam.blogspot.com e curtindo nossa fanpage no Facebook https://web.facebook.com/geppamufpa/

-----
Texto e imagens: Equipe GEPPAM.
Sugestões e dúvidas: geppamproext@gmail.com

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Segundo dia de oficina A Geografia e o Estudo da Paisagem: Procedimentos Metodológicos para Análise da Paisagem



Dando prosseguimento a oficina "A Geografia e o Estudo da Paisagem" no I Seminário Nacional e II Internacional de Geografia da Amazônia, hoje foi realizada no pavilhão de aulas da UFPA, o segundo dia da oficina com o tema "Procedimentos Metodológicos para Análise da Paisagem". A oficina de hoje foi ministrada pelos mestrando: Geise Teles (PPGEO-UFPA), Daniel Farias (PPGCA-UFPA) e pelo graduando Wellingtton Fernandes (Geografia-UFPA). 

A oficina apresentou três procedimentos metodológicos para análise da paisagem (Análise da paisagem por meio do modelo teórico GTP; Análise da paisagem com o SIG; e o Estudo da paisagem através da análise do crédito de carbono. O objetivo foi mostrar a diversidade de métodos empregados no estudo da paisagem, e como eles se operacionalizam de acordo com os objetivos propostos por cada estudo. 

A oficina está sendo direcionada ao público discente da graduação e está sendo realizada no bloco de aulas E, no setor básico da Universidade Federal do Pará, campus de Belém. 

Amanhã será o encerramento da oficina "A Geografia e o Estudo da Paisagem" com tema Estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural. 

Veja a programação completa do evento acessando o website: http://www.seminariogeoamazonia.org/. Participem!

Fique por dentro de nossas atualizações acessando nosso blog http://geppam.blogspot.com e curtindo nossa fanpage no Facebook https://web.facebook.com/geppamufpa/

-----
Texto e imagens: Equipe GEPPAM.
Sugestões e dúvidas: geppamproext@gmail.com

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

GEPPAM realiza o primeiro dia da oficina “A Geografia e o Estudo da Paisagem” e participa da mesa-redonda “Paisagens, biodiversidades e questões ambientais na Amazônia”

  
Aconteceu hoje, no dia 20 de janeiro de 2016, o primeiro dia da oficina A Geografia e o Estudo da Paisagem no I Seminário Nacional e II Internacional de Geografia da Amazônia. A oficina será apresentada em 3 dias. Sendo divididas da seguinte maneira:
  1. Primeiro dia: 20-01-15: Contribuições do pensamento geográfico para a construção do conceito de paisagem.
  2. Segundo dia: 21-01-15: Procedimentos Metodológicos para Análise da Paisagem.
  3. Terceiro dia: 22-01-15: Estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural. 
Hoje foi apresentado o tema “Contribuições do pensamento geográfico para a construção do conceito de paisagem” e foi ministrado pelos mestrandos em Geografia da UFPA: Suzanna Ferreira, Diego Barros e Walter Rodrigues.
A oficina está sendo direcionada ao público discente da graduação e está sendo realizada no bloco de aulas E, no setor básico da Universidade Federal do Pará, campus de Belém.  

MESA-REDONDA

Ainda pela manhã foi realizada a Mesa I: Paisagens, biodiversidades e questões ambientais na Amazônia, no auditório do Instituto de Ciências da Educação (ICED/UFPA), ministrada pelos professores Dr. Messias Modesto (UNESP-Presidente Prudente); Profa. Dra. Márcia Pimentel (IFCH-UFPA); Prof. Me. Paulo Melo (Campus de Ananindeua - UFPA) e Prof. Dr. Ricardo Ângelo (UNIFAP) com a mediação do Prof. Dr. Carlos Bordalo (IFCH - UFPA).


A professora Márcia Pimentel, coordenadora do GEPPAM, apresentou as experiências do Grupo de Estudo Paisagem e Planejamento Ambiental em suas áreas de estudos sob a ótica dos conceitos de paisagens. 


O auditório estava lotado e os conhecimentos compartilhados nessa manhã foram de grande importância para todos que pensam e fazem geografia. O conceito de paisagem geográfica foi amplamente discutido durante esse dia. E amanhã o GEPPAM estará dando continuidade a oficina. Fotos e informações serão atualizadas em nosso blog durante todo o evento. Veja a programação completa do evento acessando o website: http://www.seminariogeoamazonia.org/Participem!

Fique por dentro de nossas atualizações acessando nosso blog http://geppam.blogspot.com e curtindo nossa fanpage no Facebook https://web.facebook.com/geppamufpa/ 

-----
Texto e imagens: Equipe GEPPAM.
Sugestões e dúvidas: geppamproext@gmail.com



domingo, 17 de janeiro de 2016

GEPPAM realiza oficina no I Seminário Internacional e II Nacional de Geografia da Amazônia



A proposta do Grupo de Estudo Paisagem e Planejamento Ambiental (GEPPAM) tem por objetivo apresentar a paisagem como categoria de análise em Geografia. Para tanto, a oficina é dividida em três momentos: A construção do conceito de paisagem em diferentes escolas de pensamento geográfico; os procedimentos metodológicos para análise da paisagem; estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural. 

Público-alvo: Alunos de graduação de geografia e áreas afins

Número máximo de participantes: 20 pessoas

Temas: 

1 – Contribuições do pensamento geográfico para a construção do conceito de paisagem.

2- Procedimentos metodológicos para análise da paisagem:

2.1 Análise da paisagem através do modelo teórico do GTP;

2.2 Análise da paisagem com o SIG;

2.3 Estudo da paisagem através da análise do crédito de carbono.

3- Estudo da paisagem e a contribuição para o planejamento urbano e rural:

3.1 Requalificação urbana da paisagem de várzea e suas consequências socioambientais;

3.2 A Paisagem enquanto resultado da relação Geossistema e Território em comunidade rural;

Equipe Envolvida (GEPPAM): 

- Walter Luiz Jardim Rodrigues
- Suzanna da Silva Ferreira
- Diego Mercês de Barros
- Ronaldo da Cruz Braga
- Geise Corrêa Teles
- Wellingtton Augusto Andrade Fernandes
- Daniel Vilhena Farias Filho
- Joelson da Silva Nascimento
- Viviane Corrêa Santos
- Indiara da silva Oliveira
- Lana Patrícia Martins Nunes
- Genisson Rodrigues

Confira as outras oficinas que estarão ocorrendo no evento e a programação completa no site do evento: http://www.seminariogeoamazonia.org/

sábado, 26 de dezembro de 2015

Encontro Luso-afro-americano de Geografia Física e Ambiente (1º CIRCULAR)


Encontro Luso-afro-americano de Geografia Física e Ambiente
Reflexões sobre a Geografia Física e o Ambiente num mundo em conflito
7 a 9 de Junho de 2016
Universidade Pedagógica de Moçambique
Maputo, Moçambique

O Encontro Luso-afro-americano de Geografia Física e Ambiente pretende-se constituir como um fórum privilegiado para a discussão de problemáticas relacionadas com a Geografia Física e o Ambiente, congregando investigadores africanos, europeus e americanos.
Num contexto global em que a proliferação de conflitos políticos e armados tem potenciado situações de risco para as sociedades, continuam a observar e a agravar-se condições de crise ambiental e degradação dos elementos naturais do nosso planeta.
Neste sentido, pretende-se com este evento reunir académicos oriundos dos três continentes, para
a discussão das temáticas propostas.

Eixos temáticos:
1. Geografia Física e Ordenamento do Território
2. Planeamento Ambiental, Paisagem e Áreas Protegidas
3. Riscos Naturais e Gestão de Crises
4. Tecnologias de análise espacial e ambiental
5. Ensino das Temáticas Físico-naturais na Geografia Escolar
Instituições Organizadoras:
Universidade Pedagógica de Moçambique
Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território (CEGOT-UMinho)

Datas importantes (ALTERAÇÃO DO PRAZO DE ENVIO DOS RESUMOS):
Até 15 de janeiro de 2016 – envio de resumos (serão indicadas em breve as normas para resumos)
Até 30 de janeiro de 2016 – envio de resultados
Até 30 de março de 2016 – envio dos textos completos


Todas as informações estão disponíveis no website do evento: http://elaagfa.weebly.com


sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

UNESCO abre Edital para contratação de Assistente de Pesquisa


A Organização das Nações Unidas (UNESCO) abriu através do Edital Nº 016/2015 o Processo de Seleção para 02 (duas) vagas de Assistente de Pesquisa. 
As vagas estão destinadas a candidatos que possuam curso superior ou cursando os dois últimos semestres de graduação na área de Ciências Humanas. 
Entre outras exigências para participação do projeto estão possuir experiência em atividades de pesquisa ou extensão. Desejável experiência de trabalho de campo com comunidades tradicionais e com ferramentas participativas. Desejável familiaridade com a temática ambiental, em especial em ecossistemas da Costa Amazônica ou comunidades extrativistas e de pescadores artesanais. Desejável experiência em trabalhos envolvendo pesca artesanal. 
Os interessados deverão enviar o CV do dia 21/12/2015 a 04/01/2016 no endereço de e-mail: fvamazonia@unesco.org.br. O currículo deverá ser enviado em formato PDF ou compatível com o Word. 

Para outras informações segue o link para o Edital

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial

V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental
Aplicada e Gestão Territorial 

Apresentação

O V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial será sediado na Universidade Federal do Ceará, Departamento de Geografia, campus do Pici em Fortaleza. Objetiva promover debates e trocas de experiências acadêmicas a nível nacional, buscando contribuir com a difusão de ideias e trabalhos que buscam a construção de uma sociedade mais sustentável. Assim, trata-se de um momento singular no contexto nacional, com espaços destinados a discussão e intercâmbio de conhecimentos atrelados a temas relacionados com o evento que será constituído por um conjunto de palestras, minicursos e apresentação de trabalhos por acadêmicos, técnicos o que propiciará uma troca maior de conhecimentos entre os participantes do congresso. Este evento envolve parcerias entre a Universidade Federal do Ceará - UFC (Programa de Pós-Graduação em Geografia - PPGe e Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA), 13 universidades públicas brasileiras e uma estrangeira (Cuba), incluindo seus respectivos programas de graduação e pós-graduação e grupos de pesquisa.


Eixos Temáticos:

Área1 - Educação ambiental aplicada
Eixo 1: Educação ambiental, sustentabilidade e gestão comunitária.
Eixo 2: Educação Patrimonial e cultura afrobrasileira e indígena.
Eixo 3: Ecopedagogia na educação formal e informal.

Área 2 – Gestão territorial em escala local e regional
Eixo 4: Sociobiodiversidade e biotecnologias alternativas.
Eixo 5: Bacias hidrográficas: planejamento e gestão ambiental.
Eixo 6: Planos diretores e políticas culturais e territoriais.

Área 3 – Cartografia social na representação de conflitos territoriais
Eixo 7: Territórios, populações tradicionais e conflitos sociais.
Eixo 8: Geotecnologias aplicadas à gestão ambiental participativa.
Eixo 9: Cartografia temática aplicada em áreas de risco.

Leia mais: http://congressoambiental.webnode.com/