terça-feira, 30 de agosto de 2011

Grupo de Carimbó Fruto da Terra (videoclipe)


video

O Carimbó era considerado uma atividade cultural forte na região, quando o município de São João da Ponta ainda era distrito do município de São Caetano de Odivelas. Neste período existiam os grupos de Carimbó Pinga Fogo (mestre Deodoro), Capim Gordura, Em Cima da Reponta, entre outros.Após a emancipação de São João da Ponta, em dezembro de 1995, os grupos de Carimbós foram se desfazendo por desestímulo da própria comunidade, uma vez que os mais jovens não manifestavam interesse em manter a cultura local. Hoje, apenas o grupo de Carimbó Fruto da Terra, do mestre Apolinário, realiza apresentações nas festividades do município e em outras cidades do Pará e do Brasil. O grupo é formado por 07 (sete) integrantes, dos quais um toca saxofone, um no banjo, um na maracá, um na onça (cuíca), um no vocal e dois no curimbó (médio e novo). O curimbó é um tambor confeccionado com madeira de mucajá ou abacateiro, ambas encontradas na região, e recoberto com couro de boi. Já a maracá é o instrumento de percussão que dita o ritmo da música, ora mais rápido ora mais compassado.

Grupo de Carimbó Fruto da Terra

Integrantes do Grupo Fruto da Terra:
Apolinário (Pulico), Aberlado (Bilu), Manuel (Curió), Agnaldo, Domingos, José e Wilson.

Dançarinas:
Dona Tila, dona Rosimira, dona Bernadina, dona Marcinha, dona Maria Inês e dona Dolores.


CRÉDITOS

imagens
Wellingtton Fernandes
Flávio Pimentel

direção e edição
Walter Rodrigues


------------------------------------------
Observação: Os nomes e as informações prestadas pelos narradores denominados acima são respaldados por Autorização assinadas pelos mesmos. Toda informação aqui apresentada são autorizadas por seus autores para uso de fins didático.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Convocatória para a 8 ª Reunião ordinária da RESEX Marinha de São João da Ponta


No dia 30 de agosto de 2011, das 09:00hs  às 18:00hs ocorrerá a 8ª Reunião Ordinária convocada pelo Presidente do Conselho Deliberativo e Chefe da Reserva Extrativista de São João da Ponta, Waldemar Londres Vergara Filho, e destinada aos Representantes  das instituições do Conselho Deliberativo (titulares e suplentes) da RESEX Marinha de São João da Ponta, na Casa do Extrativista Marinha da RESEX de São João da Ponta, situada na sede do Município de São João Ponta.


A Reunião Ordinária se desenvolverá sob as seguintes pautas:
A – Leitura e aprovação da ata da 7ª Reunião Ordinária do dia 10/06/2011, dos cadastros pendentes do recadastramento dos usuários efetivos de pesca das comunidades da RESEX (das comunidades do coqueiro e guarajuba e Vila Nova).
B – Entrega do Kit documentos da memória do Primeiro Mandato do Conselho Deliberativo de São João da Ponta- de 2009-2011.
C – Apresentação das Lideranças que compõem os comitês comunitários de apoio a Gestão Participativa da RESEX de São João da Ponta.
D – Apresentação dos trabalhos do grupo de criação da comissão de proteção,( minuta, composição e regimento), para discussão e aprovação.
E – Apresentação do relatório de  diagnostico das nascentes  degradadas no entorno da RESEX  e sobre os trabalhos de mapeamento participativo das áreas com vegetação degradada na RESEX.
F – Informações sobre o calendário de atividades do conselho Deliberativo  e da RESEX de São João da Ponta e o bolsa verde na RESEX.

----------------------
Fotos: Iara Sommer


CONSULTA:

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE. DIRETORIA DE USO SUSTENTÁVEL E POPULAÇÕES TRADICIONAIS RESEX MARINHA SÃO JOÃO DA PONTA. Oficio nº           /2011- RESEX Mar. SJP/DIUSP/ICMBio. Curuçá, 11 de Agosto de 2011.

sábado, 27 de agosto de 2011

Dia 27/08/2011 – Comunidade de São Francisco – Carimbó de raiz

Saímos de São Francisco, agora eu vou contente.
O barco vai correndo, vai lotado de gente.
Vamos pra lá, todos cheios de ilusão.
Vim cantar o Carimbó, na vila de São João.
O amigo Vavá, ele está aniversariando,
ele com a esposa  dele, completando 80 anos.

(Mestre Vitor – Grupo de Carimbó de São Francisco)
  

Por volta das 8:30 horas da manhã seguimos em direção a comunidade de São Francisco para mais uma entrevista para o livro de preservação das memórias de São João da Ponta a partir de narrativas orais. Em parceria com a Associação dos Usuários da Reserva de São João da Ponta (MOCAJUIM) nosso trabalho conseguiu mais uma vez ser bem sucedido. O agente ambiental, seu João Roberto da Silva, conhecido como seu João do PT (MOCAJUIM), nos acompanhou até a casa de nossos entrevistados, os narradores Luiz da Costa Almeida (94 anos), Vitor da Nazaré Almeida (71 anos), Lázaro Favacho da Costa (55 anos),  Manuel da Conceição Almeida (58 anos) todos componentes do  hoje instinto grupo de carimbó da comunidade de São Francisco.




Mestre Vitor

Nessa terceira visita com este propósito, contamos além da colaboração do bolsista Wellington Fernandes (PROEXT 2010), também com o apoio das bolsistas Geise Corrêa (PIBIC), Cybeli Pantoja (PROEXT 2010) e do mestrando Flávio Pimentel (Letras-UFPA), além, é claro, da colaboração de seu Pedrinho, motorista da UFPA a mais de 40 anos.

Lázaro Costa
  
Serviço do caranguejo é um serviço pesado,
cabôco trabalha o dia, a tarde pede fiado.

Dinheiro que é bom no bolso não tem,
Espera o patrão que ele chega de Belém.
(2x)

O patrão chega de Belém precisa tomar cuidado,
o freguês vai prestar conta, caranguejo vendeu fiado.

Assim não dá
Assim não dá
A gente estripa tanto
dinheiro não tem pra dá.

(Seu Lázaro da Costa – Grupo de Carimbó de São Francisco)

Comunidade de São Francisco

Nesse bate-papo, foram colocadas questões relacionadas ao Carimbó, Cordões e lendas. Seu Vitor e seu Lázaro cantaram alguns de seus Carimbós e narraram informalmente suas experiências de vida, as apresentações do seu grupo pelos municípios vizinhos, em São Francisco e dentro das demais comunidades de São João da Ponta quando ainda pertencente ao município de São Caetano de Odivelas.

Texto: Walter Rodrigues.
Fotos: Geise Corrêa e Wellingtton Fernandes.
------------------------------------------

Minicurso de Informática Básica para Extrativistas da RESEX de São João da Ponta


O minicurso de Informática básica “Introdução de Informática no contexto da RESEX” realizado no dia 27/08/2011 das 9h às 12h no moderno Infocentro da Prefeitura Municipal de São João da Ponta teve como objetivo principal introduzir os conceitos básicos de informática para a executiva da Associação dos Usuários da Resex Marinha de São João da Ponta (MOCAJUIM). Esse evento contou com o apoio da Prefeitura Municipal de São João da Ponta em parceria com a Faculdade de Geografia e Cartografia, Universidade Federal do Pará, ICMBio (Equipe de Gestão da Resex de São João da Ponta) e MOCAJUIM através do Programa de Extensão universitária PROEXT/MEC 2010 “Educação Ambiental nas Resex’s Marinhas de São João da Ponta e Mãe Grande de Curuçá”. Realização: Grupo de Estudos Paisagem e Planejamento Ambiental – GEPPAM, Coordenação: Profª Drª Márcia Aparecida da Silva Pimentel.




Equipe de tutores: Professora Márcia Pimentel, Welington Moraes, Amanda Gonçalves, Viviane Santos, Gilmara da Silva, Elexandre Pereira, Wanderson Soares, Roberta Fortes e Shaolyne Costa.
-------------------------
Texto: Walter Rodrigues.
Fotos: Equipe de tutores.

Até a próxima!


Voltando pra casa
Equipe GEPPAM envolvida nessas missões:

Welington Moraes,
Amanda Gonçalves,
Viviane Santos,
Gilmara da Silva,
Elexandre Pereira,
Wanderson Soares,
Roberta Fortes,
Cybele Pantoja,
Geise Corrêa,
Walter Rodrigues,
Wellingtton Fernandes 
Shaolyne Costa e
Professora Márcia Pimentel (coordenadora)


geppam.blogspot.com


----------------------------------
Texto: Walter Rodrigues.
Fotos: Equipe de tutores.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Grupo de Estudos da UFPA promove Oficina de Capacitação para Agentes Ambientais da RESEX de São João da Ponta


O Grupo de Estudos Paisagem e  Planejamento Ambiental – GEPPAM em parceria com Associação dos Usuários da RESEX Marinha de São João Ponta  (Mocajuim) e ICMBio (Equipe de Gestão da RESEX de São João da Ponta) promove nos dias 26 e 27 de agosto de 2011 o primeiro módulo da capacitação para Agentes Ambientais da RESEX Marinha de São João da Ponta. No total serão realizados três módulos, nessa ocasião será realizado o módulo 1.

MÓDULO I
Dia 26/08/2011
Manhã
10h às 12h


Será abordada junto aos agentes ambientais voluntários a construção do conceito de territorialidade, cujo objetivo é estimular a cooperação e a criatividade dos participantes no sentido do entendimento e do planejamento do espaço e do território.
Para isso, antes de se aprofundar nos conceitos teóricos, foi realizada uma dinâmica de aquecimento organizada pela professora Márcia Pimentel, onde foram desenhados alguns quadrados no chão com fita adesiva. Depois os participantes foram convidados para preencher estes quadrados. Sendo que os quadrados possuíam tamanhos que iam do menor para o maior, os participantes se espremeram no menor para em seguida ficarem mais folgados no maior. A partir dessa dinâmica a professora Márcia Pimentel incentivou os agentes, que também são usuários da Resex Marinha, seja como pescador, agricultor, caranguejeiro, para explicarem a partir de seus entendimentos a noção que possuíam a respeito de território a partir daquela dinâmica. O resultado foi bastante proveitoso e os participantes colocaram seus pontos de vistas de forma bem esclarecedoras.
Depois as alunas Amanda e Viviane (PPGEO-UFPA) aprofundaram a parte teórico focando em discursões relacionadas aos conceitos da geografia como Lugar, Território, Territorialidade e Unidade de Conservação.

















Continuação do Modulo I
26/08/2011
Tarde
14h às 17h

Pela parte da tarde serão realizadas atividades práticas sobre os conceitos abordados pela parte manhã (Território e Territorialidade), cujos objetivos específicos serão exercitar o trabalho em equipe, a criatividade, a argumentação e a contra argumentação. Nessa ocasião os participantes serão distribuídos em grupos de cinco pessoas. Cada participante receberá uma missão e um kit de material para desenvolvê-la a partir de um tema.
Tema geral: De quem é o pedaço?

MISSÃO 1 – Discutir o tema e a apresentá-lo na forma de dramatização (teatro).
MISSÃO 2 – Discutir o tema e apresentá-lo na forma de propaganda.
MISSÃO 3 – Discutir o tema e apresenta-lo na forma de mosaico de fotos da cidade.
MISSÃO 4 – Discutir o tema e apresentá-lo na forma de música.
MISSÃO 5 – Discutir o tema e apresentá-lo na forma de texto jornalístico.

27/08/2011
9h às 12h

Minicurso de Informática Básica
Tema: Introdução de Informática no contexto da RESEX.
Objetivo: introduzir os conceitos básicos de informática.

---------------------------
Texto: Walter Rodrigues.
Fotos:  Wellingtton Fernandes, Welington Morais e Roberta Fortes.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

DIA 19/08/2011 – Entrevistas com a Secretaria de Educação, Igreja Católica e Georreferenciamento nas comunidades da Campina e Bonfim.

Georreferenciamento das APP'S

As equipes de Georreferenciamento das APP’S e a equipe responsável pelo levantamento de dados para o livro de Memórias de São João da Ponta a partir de narrativas orais saíram na manhã desse dia para suas respectivas funções, sendo que foram georreferenciados as nascentes dos igarapés Coréia e Pacuriúba nas comunidades da Campina e Bonfim. 


Nascente do igarapé Campina

Nascente do Igarapé Coréia
















As entrevistas se deram na sede do município com a secretária de educação, a senhora Giselle Palheta de Oliveira que nos esclareceu muitos assuntos pertinentes à cultura do município do passado e da atualidade. Depois se seguiu para a o Centro Comunitário Marcelo Candia, onde se encontrou a Irmã Neide Maria de Carvalho com quem se iniciou uma conversa a respeito da Banda de Música Dionizio Bentes e sua escola de música assim como os trabalhos desenvolvidos pela Igreja como as festividades de São João Batista, São Benedito, por exemplo.



Texto: Walter Rodrigues 
Colaboração e fotos: Wellingtton Fernandes, Welington Morais, Elexandre Martins e Hemerson da Silva. 





A EQUIPE ENVOLVIDA NOS TRABALHOS

Wellingtton Fernandes,Wellington Morais, Hemerson da Silva, Elexandre Martins e Walter Rodrigues 



------------------------
Observação: Os nomes e as informações prestadas pelos narradores denominados acima são respaldados por Autorização assinadas pelos mesmos. Toda informação aqui apresentada são autorizadas por seus autores para uso de fins didático.


MAIS NOTÍCIAS SOBRE OS TRABALHOS DE CAMPO DE ENTREVISTAS PARA O LIVRO SOBRE A PRESERVAÇÃO E VALORIZAÇÃO DAS MEMÓRIAS DE SÃO JOÃO DA PONTA